Mulher trabalha com duas telas em estratégia de SEO para e-commerce

SEO para E-commerce 2023: o que deve mudar

Anna Carolina NeivaContent Marketing Specialistedrone

Veja como otimizar o site da sua loja virtual e aparecer para os usuários da internet nas primeiras posições do Google.

O SEO para e-commerce é fundamental para que a sua loja virtual seja vista pelos usuários da internet. Usando uma analogia com as lojas físicas, gerar visibilidade no Google pode ser comparado ao trabalho de visual merchandising que garante que as vitrines chamem a atenção dos passantes. 

Quem não quer ter o seu site ranqueado entre os primeiros resultados do Google? O segredo está em otimizar o SEO para e-commerce de acordo com diversos fatores de ranqueamento delimitados pelas ferramentas de busca, que mudam a cada ano.

As ferramentas de busca, e em particular o Google, estão cada vez mais focadas no mesmo objetivo: fornecer uma experiência positiva para que os usuários voltem, confiem nos seus serviços, e paguem por seus anúncios.

Houve uma época onde tudo o que você precisava fazer para aparecer no Top 3 da página de resultados do Google (também conhecida pelo acrônimo SERP – Search Engine Results Page) era simplesmente procurar algumas palavras-chave e colocá-las no segundo plano da sua página.

Porém, a cada dia as otimizações de pesquisa estão mais centradas no usuário final através de Inteligência Artificial. E, apesar de um mundo totalmente dirigido por algoritmos de IA esteja ainda bem distante, os algoritmos estão muito mais inteligentes do que eles costumavam ser e são capazes de fazer muito mais coisas do que antes.

Uma boa estratégia de SEO para 2023 não deve depender apenas do preenchimento de palavras-chave. Você deve prover valor de verdade para os seus usuários. E neste artigo vamos mostrar como fazer isso para a sua loja virtual!

Antes de mais nada, vamos entender o que é SEO e os princípios da otimização da ferramenta de busca.

Calendário E-commerce 2023

Acesse o material completo!

O que é SEO para e-commerce?

A sigla SEO vem do termo Seach Engine Optimazation, que significa Otimização para o Motor de Busca. Ou seja, nada mais é do que uma técnica para fazer com que o conteúdo seja lido de forma mais fácil pelos robôs dos buscadores, facilitando a indexação (presença no Google) e melhorando as chances de um bom ranqueamento (posição nas páginas de pesquisa).

Quando um site é publicado, o Google (ou qualquer outro motor de busca) envia os seus bots, chamados web crawlers, para pesquisar por ele. Eles vão identificar o site, o seu conteúdo, o público pelo qual que pode se interessar, etc. Um código do site ou sitemap, faz com que seja possível para as ferramentas de pesquisa verificarem sobre o que é a página, quantas páginas têm nela, quão recentes são as suas atualizações, facilitando essa leitura.

Os bots são treinados para que a sua interação com o site seja a mais próxima possível de uma interação humana. É claro que onde nós vemos designs ousados e imagens chamativas, eles leem linhas e linhas de código — mas não costumam reclamar por isso.

É por isso que é importante que o seu site siga uma estrutura específica (Título (H1) – Header 2 – Header 3, e assim em diante), a fim de garantir que o seu código HTML esteja o mais limpo possível.

Em resumo, para uma boa otimização de SEO para e-commerce, queremos que o código do site seja limpo, legível e fácil de ser navegado tanto para os bots da ferramenta de busca como para os potenciais usuários que chegarão lá. 

Vamos ver o que você pode fazer para garantir que o site da sua loja virtual esteja ranqueado entre os top 10 no Google esse ano!

Inscreva-se na nossa newsletter

Aposte no conhecimento para desenvolver o seu e-commerce!

Como fazer SEO de E-commerce?

Cada vez mais a experiência do usuário final é o principal foco das ferramentas de busca. A tendência é que os SEO bem-sucedidos em 2023 sejam aqueles que mais tem o usuário final em mente.

A cada ano, nós, profissionais de marketing, estamos ficando mais inteligentes; porém, também estão ficando da mesma forma todos os que estão navegando online e, mais importante, também os bots do Google. Por isso, é bom estar por dentro do que você pode fazer para colocar a sua empresa no top 10 do Google esse ano.

1. Segurança e eficiência

A otimização técnica é um dos aspectos que determinam a visibilidade na página SERP no Google. No entanto, também é importante para UX, ou seja, experiência do usuário. Vale saber que a experiência do consumidor no site influencia em suas decisões de compra. 

Portanto, se você quiser matar dois coelhos com uma cajadada só, certifique-se de que seu site seja seguro e eficiente. 

O tempo de carregamento do conteúdo é importante. Não pode ser superior a 3 segundos. Quanto mais rápido, melhor. A diferença entre o 12º e o 8º lugar no SERP pode ser medida em milisegundos. Por isso, você precisa garantir que todas as imagens estão otimizadas e comprimidas, as animações estão corretas e os links corretamente configurados.

A loja online deve implementar um certificado SSL para obter um HTTPS que proteja a transferência de dados. Graças a isso, os clientes podem inserir seus dados e fazer uma compra sem medo e a empresa vai estar seguindo a LGPD para e-commerce!

Um site eficiente deve ser responsivo para mobile e desktop, permitindo acessibilidade em vários aparelhos. A otimização para dispositivos móveis é fundamental, todo o seu site deve ser feito no estilo “mobile first”, você definitivamente precisa lembrar dos usuários móveis, afinal de contas, esses dispositivos geraram aproximadamente 55% do tráfego online em 2021.

Seo para e-commerce para uso mobile e desktop

Para ir ainda mais além na segurança e eficiência do site da sua loja virtual, siga os princípios do Core Web Vitals.

2. Use frases de cauda longa

Você sabia que frases de cauda longa geram mais conversões? Isso ocorre porque eles descrevem com precisão o que o usuário está procurando. Se ele usa frases de cauda longa, como um vestido para uma menina tamanho 86, provavelmente já está determinado a comprar.

Portanto, vale a pena otimizar a loja para frases compostas por várias palavras e que descrevam as intenções do usuário. Você pode incluí-los em descrições de produtos e categorias, bem como em entradas de blog.

Para criar uma palavra chave long tail que seja eficiente, você precisa pensar no tema central do seu site (como por exemplo e-commerces), e então entrar nos detalhes com base no nicho que você atua. Vamos supor que você tem uma loja online que vende cosméticos. Em vez de optar por usar como palavra-chave principal simplesmente “maquiagem vegana”, você pode utilizar diversas palavras-chave específicas como “as melhores marcas de maquiagem vegana”.

3. Otimize as imagens

Em alguns setores do comércio eletrônico, o tráfego das imagens do Google representa até 50% de todas as visualizações de página. Isso é particularmente importante no caso de lojas de móveis, calçados e roupas. Os usuários navegam pelas fotos e, em seguida, usam o link para acessar a página em que estão interessados.

Se você não está otimizando imagens para sua loja online, comece a fazê-lo! Caso contrário, você se privará de grande parte do tráfego valioso.

Legenda: Resultados da pesquisa de imagens do Google.

Os princípios mais importantes da otimização de imagens são:

  • criar um nome lógico, por exemplo, blusa-rosa-infantil-femininal.jpg;
  • adicionar uma descrição alternativa (atributo ALT), por exemplo, Blusa infantil na cor rosa com manga curta e babados; 
  • cuide do formato e tamanho (imagens muito grandes não performam bem na internet, mas muito pequena podem apresentar qualidade ruim);
  • criar um mapa de imagens;
  • adicione dados estruturados.
Resultado de imagens no Google para camiseta rosa infantil
Resultado de imagens no Google

4. Crie conteúdo valioso

Nada atrai usuários como conteúdos que resolvam problemas do seu dia a dia. Alguns até os consideram o melhor e mais barato método de obter tráfego orgânico para o seu site. Um blog de e-commerce é uma excelente prova de que o marketing eficaz não precisa ser caro e agressivo.

Crie blog posts valiosos, otimize-os para as palavras-chaves mais buscadas pelo seu público-alvo e espere que os internautas venham até você. Em artigos de blog, você pode colocar frases de cauda longa em forma de pergunta, por exemplo: “Como escolher uma esteira elétrica para casa?” Ao resolver o problema do consumidor, você inspira confiança nele e o deixa mais disposto a comprar da sua loja. Afinal, preferimos comprar de quem confiamos, certo?

Você precisa também precisa garantir que, no seu site, os usuários vão encontrar exatamente aquilo que eles procuraram, sem truques ou títulos enganosos para chamar atenção.

Da mesma forma que você abriu esse texto esperando encontrar dicas de SEO para e-commerce, os seus clientes querem ler exatamente o que foi prometido a eles no título. E os web crawlers sabem disso.

Se no título você promete aos seus leitores “10 plugins incríveis para usar no Shopify”, você precisa garantir que esse seja o tema central do conteúdo do seu texto.

Depois da atualização de Helpful Content, em agosto de 2022, que prioriza conteúdos úteis nos resultados da SERP, a produção de conteúdo com foco no usuário ficou ainda mais importante para todos os segmentos na internet. Por isso, se você ainda não está produzindo conteúdo para fortalecer as páginas do seu e-commerce você já está atrasado.

5. Adicione dados estruturados

Rich snippets são elementos adicionais da descrição de um site nos resultados de pesquisa. Eles aparecem quando os dados estruturados são implantados em seu site.

Para e-commerce, os rich snippets mais importantes são:

  • avaliação,
  • preço,
  • disponibilidade,
  • informação de envio,
  • especificações técnicas,
  • foto.

Essas informações adicionais enriquecem os resultados da pesquisa, chamando mais a atenção dos usuários. Além disso, apresentam as informações mais importantes sobre o produto, com base nas quais o consumidor pode decidir se tem interesse em comprar, sem entrar no site.

Falando nisso, o seo para produtos também é fundamental.

6. Crie descrições de produtos e categorias

A descrição de produtos e categorias em uma loja online é outro aspecto que traz benefícios em vários níveis. Em primeiro lugar, esse tipo de conteúdo familiariza o consumidor com o produto, além de apresentar suas características e benefícios decorrentes da compra. 

Página de produto do site da Lupo com descrição de camisola feminina
Página de produto do site da Lupo

Além disso, as descrições de produtos e categorias desempenham um papel importante no SEO para e-commerce. O mecanismo de busca do Google valoriza sites que publicam conteúdo valioso. Além disso, você pode incluir palavras-chave de cauda longa e links internos nesses textos.

Lembre-se de que as descrições devem ser únicas, evitando conteúdo duplicado na sua página.

Veja aqui boas práticas para páginas de produto!

7. Certifique-se de que suas URLs sejam amigáveis

As URLs desempenham um papel importante no SEO — elas são importantes para a indexação e a satisfação do usuário. URLs bem construídas ajudam os robôs dos mecanismos de busca a entender melhor o conteúdo e permitem que o internauta se encontre na estrutura do site.

Para facilitar a criação de endereços amigáveis, vale a pena pensar em uma estrutura adequada ao projetar o site. Os produtos na loja online devem ser divididos principalmente em categorias.

URLs amigáveis ​​devem:

  • ser lógicas, compreensíveis e fáceis de lembrar;
  • conter apenas letras minúsculas;
  • ser o mais simplificadas possível.

Uma técnica de SEO para e-commerce são os links internos e externos. Quando se trata de links internos (ou seja no próprio site), os proprietários de lojas online têm muitas opções. Os links podem ser colocados em descrições de produtos e categorias, bem como em posts do blog. Graças a eles, você pode melhorar a navegação no site, além de prolongar o tempo gasto pelo usuário na sua página.

Links externos, ou seja, o link building é um dos aspectos mais importantes em toda a estratégia de SEO. Os links de sites externos devem aumentar a credibilidade e a autoridade do site aos olhos do mecanismo de busca. Eles podem ser obtidos de várias maneiras, mas é importante lembrar que a compra de links não é recomendada e pode ser severamente penalizada pelo Google. por isso, busca a construção de uma estratégia de link building com parcerias de conteúdos, divulgação de serviços e pesquisas que geram lead magnets e atraiam visitantes para o seu site.

Esses 8 passos são o básico de como fazer SEO para e-commerce, mas com as constantes atualizações dos buscadores podemos adotar algumas estratégias de SEO avançadas para lutar pelo primeiro lugar na SERP.

Estratégias de SEO para e-commerce em 2023

Em 2022 o Google fez dez atualizações no algoritmo de busca e para 2023 promete ainda mais melhorias, principalmente com o crescimento do uso da Inteligência Artificial para a produção de conteúdos na web.

Atualizações do algoritmo de busca do Google em 2022 – Fonte: Search Engine Land

Por isso serão necessárias técnicas avançadas de SEO para garantir o ranqueamento do seu e-commerce em 2023. Veja a seguir algumas delas.

EEAT

Em SEO, seguir o princípio “EEAT” (do inglês, “Experience, Expertise, Authoritativeness, Trustworthiness”) significa seguir 4 critérios que o Google utiliza para avaliar o posicionamento de um site: Experiência, Expertise, Autoridade e Confiabilidade.

Em resumo, significa apenas criar conteúdos que você pode compartilhar conforme a sua experiência pessoal ou profissional, porque dessa forma você garante maior credibilidade no seu texto.

Por exemplo: o SEO de um e-commerce pode se beneficiar de um blog post sobre as melhores práticas de e-commerce; por outro lado, perde pontos na avaliação do Google se compartilhar algo sobre as novas séries na Netflix ou sobre as melhores dicas do momento para investir na bolsa de valores. Permaneça no seu nicho e você será recompensado!

Outro ponto importante é contar com artigos assinados por pessoas, as páginas de autor ganharam muita força após o início do uso de IA para escrita de textos. Um autor faz com que o texto tenha mais autoridade perante o Google.

Acessibilidade digital

A acessibilidade digital será um diferencial importante para melhorar o ranqueamento do seu e-commerce. Para isso será necessário garantir que sua página oferece uma boa experiência de usuário para TODOS. 

Nesse cenário existe um crescimento das buscas por voz. Todos os meses acontecem mais de 1 bilhão de pesquisas por voz, e se o seu site não está otimizado para essa funcionalidade, você está perdendo acessos de uma grande parte do seu público. Mas não se preocupe, porque a otimização por voz na verdade é muito simples: você precisa simplesmente pensar nas suas palavras-chave em potencial como se estivesse em uma conversa.

Voltando ao exemplo dos cosméticos veganos: uma palavra-chave perfeita para pesquisa em voz para essa situação seria algo como “quais são as melhores marcas de maquiagem vegana” ou “como são feitos os cosméticos veganos?”.

Utilize perguntas com “o que” e “como”, e tente manter as suas palavras-chave o mais natural possível. Dessa forma, você vai ser capaz de competir com as marcas mais bem posicionadas.

Topic Clusters

Crie uma estratégia baseada em grupos de conteúdo. Por exemplo, se a sua loja virtual é uma ótica. Divida grupos de conteúdos com focos em: óculos de sol, óculos de grau e lentes de contato. Essas são as páginas de categoria do e-commerce, para fortalecê-las perante o Google, produza conteúdos de blog que respondam a perguntas dos usuários relacionadas a cada uma delas. 

Provas sociais

Incentive a produção de conteúdo de terceiros, abra espaço para os seus clientes deixarem reviews de produtos, comentários sobre a compra, peça feedback dos clientes fiéis e ofereça benefícios por essa troca. A prova social é uma ferramenta de marketing importante para aumentar a autoridade do seu site perante o Google e ainda ajuda a convencer outros usuários a escolher a sua loja virtual ou marca para realizar uma compra.

Content pruning

O termo content pruning vem do inglês e significa “poda de conteúdo”, sabe como fazemos a pode de árvores para que elas cresçam fortes e saudáveis, o objetivo é o mesmo.

Unificar, limpar e excluir conteúdos desatualizados ou obsoletos é necessário para que o site da sua loja virtual cresça. Imagine um site com duas mil páginas de produtos, sendo que destes apenas 200 estão em estoque. 

É possível não indexar páginas com produtos esgotados e até excluir páginas de produtos que saíram de linha, isso vai ajudar na estrutura do seu site, vai diminuir o tempo de carregamento e vai evitar erros de linkagem interna. Para cada página excluída, basta fazer um redirecionamento para um produto similar, ou criar uma página de 404, explicando que o produto saiu de linha e sugerindo novas opções similares. 

Esse processo também vale para o blog, nada de fazer posts todo o ano para Dia das Mães ou Black Friday, otimize sempre o mesmo conteúdo com as novidades de cada ano.

O content pruning também ajuda a construir um e-commerce mais sustentável, que vai consumir menos energia para leitura e carregamento das páginas.

Inteligência Artificial

O Google está usando a inteligência artificial para que os bots possam ler os conteúdos seguindo traços do comportamento humano. Na mesma moeda, os profissionais de seo para e-commerce podem usar a IA para melhorar a entrega do conteúdo para os buscadores.

Uma das recentes tecnologias que podem revolucionar o trabalho de SEO é o ChatGPT. A ferramenta pode ajudar a resolver tarefas avançadas do dia a dia, como, por exemplo, otimizar páginas de FAQ e Featured Snippets para e-commerce. Veja 5 formas de usar o CharGPT a favor do SEO.

Diversifique os buscadores

Um relatório do Google, divulgado no final de 2022, indica que 40% da Geração Z prefere fazer pesquisas no TikTok e no Instagram ao invés de usar ferramentas de busca convencionais.

Por isso torna-se imperativo para as lojas virtuais otimizar suas páginas e produtos para diferentes buscadores, entre eles o Instagram, Youtube e o TikTok para e-commerce.

Em uma palestra no Web Summit Lisboa 2022, o guro do SEO, Neil Patel trouxe alguns insights para otimização e diferentes canais. Veja alguns deles:

SEO para Instagram

  • Formato
  • Frequência
  • Engajamento
  • Novas funcionalidades
  • Atividade do usuário
  • Melhor hora para postar
  • Histórico de interações
  • Hashtags
  • Enquetes interativas e corrossel

SEO para Youtube

  • Histórico de vídeos e ações do usuário
  • Tempo de audiência
  • Nível de interesse do vídeo
  • Duração do vídeo
  • Tema do vídeo
  • Relevância do vídeo
  • Performance da concorrência

SEO para TikTok

  • Curtidas e compartilhamentos
  • Seguidores
  • Comentário
  • Primeiros segundos para chamar a atenção
  • Legendas ricas com palavras-chaves
  • Criação de conteúdo

Conclusão

Todas as mais importantes técnicas de SEO para e-commerce estão focadas em criar uma experiência do cliente mais personalizada e orientada para o usuário final.

A boa notícia é que, com essa estratégia em mente, você não precisa confiar apenas em ferramentas de otimização, agências ou ser muito experiente com SEO: basta que você se coloque no lugar dos seus clientes e crie conteúdos que podem ajudar a resolver os seus problemas.

Anna Carolina Neiva

Content Marketing Specialist

edrone

Especialista em conteúdo, apaixonada por transformar palavras em conhecimento nos mais diversos segmentos do mercado nacional e internacional!

Conteúdos relacionados

Deixe a gente te mostrar o mundo do e-commerce
Inscreva-se na nossa newsletter