Mulher usa caderno para desenvolver storytelling no marketing

Storytelling no marketing: como usar para fortalecer a sua marca

Anna Carolina NeivaContent Marketing Specialistedrone

Veja como usar o storytelling no marketing para conquistar mais clientes e aumentar as vendas de lojas virtuais

O storytelling no marketing é um dos métodos mais eficazes para captar novos clientes e o principal desafio para os designers de conteúdo. 

As principais agências de publicidade do mundo enfatizam o enorme papel desempenhado pelo storytelling na criação da imagem da marca. E, embora muito já se tenha falado sobre esse assunto, muitas empresas ainda não sabem exatamente como usar o storytelling no marketing.

Hoje vamos responder algumas perguntas importantes. Por que vale a pena investir nessa ferramenta? Quais são os benefícios para a sua marca? E como certas histórias podem afetar multidões?

O que é storytelling no marketing?

O storytelling é uma das ferramentas de marketing que permite chamar a atenção para um produto, engajar os clientes e vinculá-los a uma marca, com um impacto maior do que as campanhas publicitárias clássicas — os clientes já estão entediados com elas e a publicidade não é mais tão eficaz como costumava ser.

Na realidade, o “contar histórias” é a forma mais antiga de transferência de conhecimento e experiência. Embora o próprio termo storytelling tenha se tornado popular ao redor do mundo, apenas recentemente (principalmente nos círculos de pessoas associadas à indústria de marketing), ele é, afinal, conhecido desde o início dos tempos. 

Nossos cérebros anseiam por histórias, passamos quase um terço da nossa vida sonhando (também enquanto estamos acordados); fugimos para o mundo da imaginação, lembramos histórias do passado quando desviamos nossa atenção da tarefa em que estamos focando no momento; e sonhamos à noite, criando cenários fantásticos enquanto dormimos.

Não há duas histórias iguais. Então, por que esquecemos de algumas histórias imediatamente, enquanto outras nos cativam?

Você está procurando inspiração e sente não haver nada desse tipo para ser encontrado na sua área? As histórias estão por toda parte. Conte-nos por que sua marca foi criada; qual foi o caminho que o trouxe até aqui, ou por que você faz o que faz. Deixe os outros ouvirem sua voz e permita-se ouvir as histórias dos outros. Você pode aprender muito com elas.

Como fazer storytelling no marketing?

É melhor começar com o básico, ou seja, determinando a estratégia. Isso é importante porque, como em qualquer mensagem que você envia, precisa lembrar para quem você está enviando a mensagem, para quê, porque e quais efeitos serão desejáveis ​​para você e sua empresa.

Para contar boas histórias, é preciso primeiro aprender a ouvir. Conheça as necessidades de seus clientes, seus desejos e suas expectativas em relação à marca, para isso é necessário possuir uma base de dados e ferramentas de inteligência do cliente. Use a linguagem deles e comunique-se através da mídia que eles usam com mais frequência. 

Qualquer meio de comunicação pode ser usado na narrativa. Independentemente de ser um filme, um artigo no blog da empresa ou conteúdo nos canais de mídia social, sua história pode atender às expectativas de marketing. 

A chave para o sucesso é saber qual mensagem deve ser transmitida e por qual meio ela deve ser enviada (cada um deles é regido por suas próprias leis). Além disso, comunique-se no idioma mais adequado para o seu público e considere qual comunicação será mais apropriada.

OK, então, já sabemos para quem estamos contando uma história. Mas por quê? Pense de forma mais ampla e defina o principal objetivo do marketing na sua empresa: é para vender produtos? Claro! Todo mundo quer ganhar dinheiro com seu negócio, e seria hipocrisia afirmar o contrário. 

Como fazer storytelling para vender?

Vamos, portanto, usar o storytelling como meio para atingir esse objetivo. Mas como vender de forma eficaz? Quais mensagens alcançarão seus clientes em potencial? Como construir o conteúdo de forma que não seja intrusivo, nem excessivamente orientado para as vendas e que remeta a emoções positivas?

Aqui passamos para a questão mais importante desta peça: como contar histórias de forma eficaz? Para começar, lembre-se de que uma história não pode ser um anúncio (afinal, contar histórias é uma resposta ao declínio da importância da publicidade tradicional).

Nos negócios, uma boa história deve ter um fator adicional muito importante, ou seja, um dispositivo que induza os destinatários a agir, ou – para usar a linguagem do marketing – um call to action.

Nem os fatos, nem os dados brutos ou números conseguem afetar o destinatário tão poderosamente quanto uma história bem construída. É uma história que vai te diferenciar da concorrência, porque, afinal, cada história é única. 

Histórias bem contadas são compartilhadas – graças aos canais de mídia social, elas podem alcançar centenas de milhares de pessoas. Observe a ampla cobertura das redes mais populares; isso não poderia ser alcançado com a publicidade clássica.

Enfatize a personalidade da sua marca

O storytelling é uma ferramenta brilhante que permitirá que sua empresa brilhe e ganhe valor aos olhos dos clientes. Não pelas vendas, mas pelas histórias contadas. Lembre-se de que você cria uma identidade de marca consistente, e aprimora seu valor compartilhando histórias com os clientes que, não apenas os envolvem, mas também permitem experiências únicas.

Faça com que seus clientes voltem para mais

Certifique-se de que suas histórias sejam brilhantes, inovadoras e bem contadas. Para que seu público continue pedindo mais. Consumimos centenas de milhares de palavras digitais por dia, e nossa história simplesmente tem que ser única. Números são quase sempre esquecidos imediatamente, não tornam um texto mais envolvente e não incentivam as pessoas a agir.

Você acha que qualquer um pode contar boas histórias? Com certeza! Pense em quantas histórias contadas por várias marcas você pode realmente se lembrar. A realidade é brutal: todo o seu esforço para construir uma história será desperdiçado se apenas um punhado de pessoas se lembrarem dela.

Exemplos de storytelling no marketing

Confiamos nas emoções e nos submetemos a elas. Preste atenção em quais tipos de histórias são populares. Estas são, principalmente, histórias simples baseadas nas emoções humanas mais sensíveis – ser movido por algo, sentir compaixão ou saudade, etc. 

Você se lembra do anúncio de Dia dos Namorados do Boticário com um casal homoafetivo? Com certeza você lembra. Aquele filme publicitário foi executado com maestria e foi cativante em sua simplicidade. Não se concentrou no produto, mas no papel que ele desempenha e como funciona na vida do usuário. Em vez de ser literal, havia uma referência sutil à marca.

O que os leitores gostam? Histórias sobre como tudo começou. Tenho certeza que todos nós conhecemos as origens de Harry Potter. J.K. Rowling, que estava em um ponto de virada em sua vida naquela época, estava sentada sozinha em um café inglês e começou a escrever uma história sobre um menino com uma cicatriz na testa em guardanapos de papel. 

Como terminou? Todos nós sabemos, e a própria Rowling se tornou uma das mulheres mais ricas do mundo. É difícil dizer o quanto essa história é verdadeira; mas mesmo que seja apenas uma lenda urbana recolhida por revistas britânicas, ela se tornou a base para a criação de uma história no verdadeiro estilo americano – do lixo ao luxo.

Você quer uma história da indústria de tecnologia? Aqui está: O fundador do Dropbox, Drew Houston, planejava trabalhar em projetos incríveis durante um voo de cinco horas de Boston para Nova York, mas esqueceu do pendrive com seus arquivos. Nesse momento, surgiu a ideia de criar uma plataforma na qual a transferência e armazenamento de dados fosse o mais fácil e rápido possível. E ele colocou essa ideia em prática.

Há muitos exemplos assim. Existem muitas empresas que foram fundadas em garagens (literal e figurativamente) e podem ter uma história de sucesso semelhante. De startups administradas por várias pessoas, elas cresceram para grandes empresas que, geralmente, são grandes players do setor. 

Essas histórias são sempre inspiradoras e memoráveis. Você se lembra de quão bom orador Steve Jobs era? Afinal, todo o sucesso da Apple é baseado em contar histórias! 

Pense nisso e responda as seguintes perguntas:

  1.  Que história está por trás da sua marca? 
  2. Quais valores são importantes para você? 

Se você deseja que seus clientes desenvolvam um forte apego à marca, sua história deve ser autêntica, criativa e inspiradora.

Qual é a estrutura de um storytelling?

Toda história deve consistir em três componentes. A introdução, desenvolvimento e a conclusão. Isso é fácil, todos nós aprendemos sobre isso na escola.

Uma boa narrativa não pode ser focada apenas em você. Você pode falar de si mesmo, mas não se coloque no centro da história. Se, por exemplo, sua empresa doar pacotes de roupas, brinquedos e alimentos para um orfanato local, construa sua história com base no motivo pelo qual as crianças precisam desses presentes e as coisas boas que essa ação gera. Concentre-se nelas e não em você. 

Qualquer possível reconhecimento de seus esforços deve vir dos comentários, e nunca de você mesmo. O personagem principal da sua história tem que ser o destinatário, e todos os outros (você, sua empresa, seus funcionários) apenas desempenham papéis secundários. Dê a seus clientes um papel a desempenhar em sua história, e eles rapidamente se sentirão parte de sua marca.

Quando usar o storytelling no marketing?

Quando você quiser se destacar e você trabalha em um setor onde a concorrência é alta e os produtos que você vende são abundantes no mercado. Você não é mais capaz de vender iogurte facilmente apenas dizendo que tem muitas vitaminas e frutas inteiras, então, para não ser marginalizado por seus concorrentes, você precisa alcançar novos patamares de criatividade. 

Conte uma história associada à marca. Um branding baseado nas emoções, tem um alto potencial de fidelização dos clientes à marca, aumentando o volume de vendas e a taxa de retorno do investimento. Além de ter um enorme impacto se o cliente retornar à sua loja ou comprar seus produtos mais de uma vez.

Quanto custa um bom storytelling?

Contar histórias não precisa ser caro. Escolha ferramentas que irão otimizar os custos associados a esta atividade de marketing. 

Adicione storytelling à sua apresentação em uma conferência. Ninguém mais se impressiona com slides e, ao contar histórias, você convida as pessoas a se envolverem com você. 

Uma conversa é mais eficiente do que uma apresentação de dados em gráficos. Por isso, vale a pena incluir o storytelling na sua estratégia de marketing agora e ver como você pode usar uma história bem contada para fidelizar os clientes à sua marca por muitos anos.

Storytelling e automação de marketing para e-commerce

O storytelling também pode ser usado em conjunto com automação de marketing para transformar lojas virtuais em máquinas de venda. 

Lembra lá no começo do texto que falamos que é preciso enviar a mensagem certa, para a pessoa certa? Com a automação de e-mails é possível responder a ações dos clientes de um e-commerce com um e-mail personalizado e que contenha o storytelling da sua marca.

Além disso, essa ferramenta pode ser muito útil para criar diferentes tipos de newsletters atrativas para a sua base de dados, afinal é muito mais interessante receber um e-mail informativo, do que mais uma promoção de vendas!

Exemplo de newsletter com storytelling
Exemplo de newsletter com storytelling

A newsletter da By Samia Aromoterapia é um exemplo efeito de storytelling. A marca ou os produtos não são o foco da narrativa, mas sim a síndrome de burnout, um problema que tem afetado inúmeras pessoas em 2022. Depois eles usam os produtos da marca como uma solução para relaxar durante o horário de trabalho!

E você, está usando o storytelling na estratégia de marketing da sua loja virtual?

Anna Carolina Neiva

Content Marketing Specialist

edrone

Especialista em conteúdo, apaixonada por transformar palavras em conhecimento nos mais diversos segmentos do mercado nacional e internacional!

Conteúdos relacionados

Deixe a gente te mostrar o mundo do e-commerce
Inscreva-se na nossa newsletter