Homem grava live commerce de natal

Live Commerce: a evolução das compras digitais

Anna Carolina NeivaContent Marketing Specialistedrone

Veja como usar o Live Commerce para aumentar as vendas da sua loja virtual e melhorar a experiência de compra digital.

O Live Commerce é uma forma de vender produtos por meio de plataformas de streaming, ao vivo, garantindo uma experiência diferenciada para os clientes digitais.

Um levantamento da empresa NordVPN registrou que os usuários brasileiros passam, em média, 12 horas e oito minutos por semana assistindo vídeos no YouTube e 11 horas e 19 minutos se dedicando às redes sociais, principalmente WhatsApp, Facebook e Instagram. Nesse cenário, não é difícil entender por que o social commerce se tornou uma tendência do comércio eletrônico, e a nova evolução da venda digital fica por conta do Live Commerce, que não só usa plataforma de streaming para vendas ao vivo, também aposta nos influenciadores digitais para atrair novos consumidores.

Neste artigo vamos explicar o que é o Live Commerce e como usá-lo para aumentar as vendas da sua loja virtual. E atenção, pequenas e médias empresas também podem surfar essa onda, não é tão difícil quanto parece!

O que é uma Live Commerce?

Uma Live Commerce é um streaming de vendas, on-line e ao vivo, que pode ser apresentado por influenciadores digitais ou vendedores de uma loja. 

A live pode ser apresentada em redes sociais como Instagram e TikTok, no Youtube, em aplicativos dedicados para live commerce ou por meio de plataformas de live commerce. Os dois últimos oferecem uma ligação direta para o e-commerce facilitando a logística na compra e venda dos produtos.

O grande diferencial do live commerce é a experiência do cliente. Lembra quando a gente assistia os programas de vendas da TV, com a Iogurteira Topterm e a Tecpix? A estratégia de marketing é a mesma, envolver os usuários em um programa de vendas, apresentar todas as vantagens do produto de maneira prática, ao vivo, garantindo transparência e confiança. 

Além disso, muitas marcas usam influenciadores digitais para apresentar as live shops, atraindo consumidores novos para a marca, por meio de uma prova social, uma chancela daquele influenciador.

O Live Commerce começou na China, em 2017, onde já representa 30% das transições realizadas no comércio digital e movimenta cerca de US$ 200 bilhões em GMV, com gigantes como o aplicativo Tao Bao, pertencente ao Alibaba. Segundo a Statista, até 2027 o live commerce deve movimentar US$ 240 bilhões em todo o mundo.

Live Commerce no Brasil

Nos últimos cinco anos, os termos live commerce, live shopping e live streaming movimentaram os motores de busca do Google.

Dados do Google Trends
Dados do Google Trends

Segunda dados da Mimo, plataforma brasileira de Live Commerce, 90% dos brasileiros pretende comprar desta forma e conforme o Grupo Bittencourt, 66% do público nas participações das ações de live commerce em 2021 foi feminino.

Com a pandemia, muitas lojas de rua, usaram os live shoppings pelo Instagram para vender produtos em pleno isolamento social. Segundo Monique Lima, fundadora da Mimo, qualquer produto pode ser vendido em um live streaming, desde produtos de moda e beleza até colchões.

Um dos cases da Mimo é a marca de colchões Zissou, que em uma live, esgotou o seu estoque mensal de produtos. “Na live, os consumidores tiveram acesso a um conteúdo específico sobre os produtos da marca, acompanhar testes de densidade em cada um deles, além de trocar informações com as pessoas que estavam do outro lado da tela apresentando os produtos. Essa interação traz mais confiança e segurança ao consumidor sobre o que ele está adquirindo”, descreveu Monique para o site TIinside.

Outro case de live commerce no Brasil é das Americanas projeto lançado em 2020 com influenciadores na apresentação dos produtos. Segundo a marca, os itens divulgados nas transmissões passaram a ser 10 vezes mais buscados e a conversão se tornou sete vezes maior.

Passo a passo do Live Commerce da Americanas
Passo a passo do Live Commerce da Americanas

Como fazer uma Live Commerce?

Existem algumas formas diferentes de fazer um live commerce. 

Plataforma de Live Commerce

A primeira é por meio de uma plataforma de live shopping como a Mimo. Essa plataforma oferece integração com as plataformas de e-commerce e cria um ambiente digital completo para a compra online. Os produtos são apresentados por um influencer ou apresentador, com recurso de chatbot para responder perguntas e tirar dúvidas de clientes ao vivo. Além disso, permite que os clientes cliquem nos produtos desejados e façam a compra direto no site da loja.

App de Live Commerce

Outra opção são os aplicativos, no app das Americanas existe uma seção de live shopping dividida em categorias de produtos para casa, eletrônicos, beleza, moda, entre outros. E o mais interessante, é preciso fazer um cadastro na loja para acessar os conteúdos, ou seja, é uma forma de captar leads para o e-commerce.

Live Shop da Americanas dividido em categorias de compra
Live Commerce da Americanas dividido em categorias de compra

Live Commerce no Instagram

Outro exemplo de live commerce é pelo Instagram. Esse é o modelo mais usado por pequenas e médias empresas, uma vez que basta ter o perfil comercial da rede social e agendar uma live. Com isso é possível divulgar para os seguidores e até colocar aquele cronômetro para ninguém perder a data.

Os live shops do Instagram geralmente oferecem vantagens de descontos e foram muito usados na BlackFriday ou para outras promoções especiais.

E-mail marketing de Live Commerce com promoções
E-mail marketing de Live Commerce com promoções

Eu sigo um brechó que a cada semestre faz um live shop com peças por R$ 50,00 e é um esquema de leilão. Elas mostram a peça e quem pedir primeiro leva.

O único cuidado necessário caso é ter uma equipe bem preparada para tender os pedidos, garantindo que todos os participantes sejam respondidos. Bem como, cuidado com a entrega e organização de pagamento.

Live Commerce no Youtube

O mesmo processo da live do Instagram pode ser repetida no canal do Youtube de uma loja virtual. Aqui a dica é pedir o cadastro dos participantes, assim além das vendas, você garante a captação de novos leads para o seu negócio.

Você também pode usar live shops para presentear clientes fiéis do seu banco de dados, e enviar o link apenas para àqueles que merecem o mimo.

E-mail marketing com convite para Live no Youtube
E-mail marketing com convite para Live Commerce no Youtube

Para aproveitar o máximo potencial do live commerce é preciso ter um CRM para e-commerce capaz de organizar os dados coletados da interação com os clientes. 

Anna Carolina Neiva

Content Marketing Specialist

edrone

Especialista em conteúdo, apaixonada por transformar palavras em conhecimento nos mais diversos segmentos do mercado nacional e internacional!

Conteúdos relacionados

Deixe a gente te mostrar o mundo do e-commerce
Inscreva-se na nossa newsletter